No ar

Jardel Martinazzo

Jornal do Meio Dia

12:00 - 12:59 com Jardel Martinazzo

Ouça ao vivo Ouça ao vivo

EM 31 DE MARÇO DE 1964 NÃO OCORREU UM GOLPE!

EM 31 DE MARÇO DE 1964 NÃO OCORREU UM GOLPE!

No contexto da História do Brasil, existem muitas datas importantes para compreender os rumos da política nacional, dentre elas encontra-se 31 de março de 1964, data que a nação passou a ser comandada pelos militares, que com apoio da sociedade, deram fim ao populismo de João Goulart – o Jango - que não conseguia mais governar o país!

O memorável 31 de março, deve ser compreendido no conjunto da situação politica e econômica daquele momento; na verdade, nada era favorável a Jango, pois desde a renúncia do Presidente Jânio Quadros, havia um repúdio enorme aos governantes que se aproximavam da tendência socialista, dentro do cunho esquerdista. Nesta perspectiva, ao assumir o governo, Jango, ignorando o repúdio ao esquerdismo, buscava estabelecer propostas que levaram o congresso a instaurar o parlamentarismo para Jango assumir o governo em 07 de setembro. Portanto, Jango assume o poder em meio a grande oposição do congresso, dos militares e principalmente do partido conservador, a UDN.

Jango procurou governar demonstrando que o parlamentarismo não servia a ele. Em 1963, por meio de um plebiscito, o presidencialismo voltou a ser o regime politico e a partir de então, começou a esboçar suas medidas populistas. Suas atitudes esquerdistas e comunistas aumentaram a oposição dos militares, de vários políticos e de setores da sociedade, após serem anunciadas as chamadas reformas de base, especial a da reforma agrária. Também, contribuiu para aumentar a oposição e a depreciação do governo de Jango foi à inflação que em 1963, atingiu a cifra de 73,5%.

Para piorar o cenário da decadência do populismo de Jango, proliferavam-se greves se pelo país e muitas manifestações ganhavam as ruas, como da Liga das Mulheres Democráticas de Belo Horizonte, pois consideravam o governo de Jango de tendência esquerdista. Uma destas manifestações foi à marcha que ocorreu no Rio de Janeiro em 19 de março de 1964, onde meio milhão de pessoas participaram da “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, protestando contra o governo. A partir de então, o movimento de reação a Jango acelerou-se em todo o país.

Sem apoio dos políticos e da sociedade, bem como por não ter sustentação estratégica dos militares, formou-se o cenário para Jango deixar o poder, pois não tinha mais condições de governar o país. A pressão foi tamanha que Jango abandonou Brasília e foi para o Rio Grande do Sul, fato que levou o congresso a decretar vago o cargo de presidente. Nesta via legal, os militares foram conduzidos ao poder central. Portanto, não se tratou de um golpe, mas sim da busca para se dar continuidade ao comando central. Desta forma o memorável 31 de março de 1964, precisa ser lembrando como a destituição do governo de Jango, não foi golpe.

Este ano celebramos 55 anos deste memorável acontecimento, 31 de março (1964-2019). Vivemos um momento impar na nossa História: reconstrução de conceitos e de valores e, recontar este fato, sem os ditames esquerdistas e ideológicos, especialmente em sala de aula, seria o mínimo para se compreender este fato histórico em sua essência, fato este que sepultou o populismo e interrompeu a tentativa de se instaurar o comunismo no Brasil.

 


Publicado por: Douglas Varela Data: 08/04/2019 06:46



Principais Notícias

Publicado em 01/06/2020 10:35 por Jardel Martinazzo

Epagri tem programação on-line para a Semana do Meio Ambiente de 1º a 5 de junho

Todos os anos a Epagri realiza uma semana de atividades para marcar a passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente, [...]

Publicado em 01/06/2020 09:31 por Marlo Matielo

PM registra furto em fruteira na Vila Sete de Julho

Uma fruteira, localizada na Avenida José Leonardo Santos, ao lado da capela na Vila Sete de Julho, foi alvo de furto [...]

Publicado em 31/05/2020 09:26 por Jorge Soldi

Vigilante de granja efetua disparos de arma de fogo para afugentar invasores no interior de Capinzal

Um vigilante precisou efetuar disparos de arma de fogo para afugentar elementos que tentavam invadir uma granja no [...]

Outras notícias

Publicado em 29/05/2020 17:44

VAMOS ELIMINAR A BARRIGA DE TRIGO?

O médico cardiologista norte-americano, William Davis, escreveu o livro [...]

Publicado em 29/05/2020 17:38

MAIORIA DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NÃO ESTÃO CONSEGUINDO CONTRATAR EMPRÉSTIMOS

Apesar das medidas anunciadas pelo governo nas últimas semanas, a maioria [...]

Publicado em 29/05/2020 17:00

O NEGACIONISMO SEBASTIANISTA E A BUSCA POR HERÓIS NACIONAIS

Em contraponto à análise do clássico sociólogo Max Weber, que define o [...]

Publicado em 29/05/2020 16:59

GENGIVITE - O QUE É, E COMO TRATAR ESSE PROBLEMA

A gengivite, como o nome diz, é uma inflamação da gengiva. Ela pode ser [...]

Publicado em 29/05/2020 16:44

APRENDER A APRENDER – PARTE I

Somos seres pensantes e como tal portamos os mais refinados mecanismos e [...]

Publicado em 29/05/2020 16:40

QUAL É O VALOR DA VIDA?

Quanto corre-corre. Viver parece uma 'loucura'. Vivemos em meio a uma pandemia [...]