No ar

Programação indisponível

EM 31 DE MARÇO DE 1964 NÃO OCORREU UM GOLPE!

EM 31 DE MARÇO DE 1964 NÃO OCORREU UM GOLPE!

No contexto da História do Brasil, existem muitas datas importantes para compreender os rumos da política nacional, dentre elas encontra-se 31 de março de 1964, data que a nação passou a ser comandada pelos militares, que com apoio da sociedade, deram fim ao populismo de João Goulart – o Jango - que não conseguia mais governar o país!

O memorável 31 de março, deve ser compreendido no conjunto da situação politica e econômica daquele momento; na verdade, nada era favorável a Jango, pois desde a renúncia do Presidente Jânio Quadros, havia um repúdio enorme aos governantes que se aproximavam da tendência socialista, dentro do cunho esquerdista. Nesta perspectiva, ao assumir o governo, Jango, ignorando o repúdio ao esquerdismo, buscava estabelecer propostas que levaram o congresso a instaurar o parlamentarismo para Jango assumir o governo em 07 de setembro. Portanto, Jango assume o poder em meio a grande oposição do congresso, dos militares e principalmente do partido conservador, a UDN.

Jango procurou governar demonstrando que o parlamentarismo não servia a ele. Em 1963, por meio de um plebiscito, o presidencialismo voltou a ser o regime politico e a partir de então, começou a esboçar suas medidas populistas. Suas atitudes esquerdistas e comunistas aumentaram a oposição dos militares, de vários políticos e de setores da sociedade, após serem anunciadas as chamadas reformas de base, especial a da reforma agrária. Também, contribuiu para aumentar a oposição e a depreciação do governo de Jango foi à inflação que em 1963, atingiu a cifra de 73,5%.

Para piorar o cenário da decadência do populismo de Jango, proliferavam-se greves se pelo país e muitas manifestações ganhavam as ruas, como da Liga das Mulheres Democráticas de Belo Horizonte, pois consideravam o governo de Jango de tendência esquerdista. Uma destas manifestações foi à marcha que ocorreu no Rio de Janeiro em 19 de março de 1964, onde meio milhão de pessoas participaram da “Marcha da Família com Deus pela Liberdade”, protestando contra o governo. A partir de então, o movimento de reação a Jango acelerou-se em todo o país.

Sem apoio dos políticos e da sociedade, bem como por não ter sustentação estratégica dos militares, formou-se o cenário para Jango deixar o poder, pois não tinha mais condições de governar o país. A pressão foi tamanha que Jango abandonou Brasília e foi para o Rio Grande do Sul, fato que levou o congresso a decretar vago o cargo de presidente. Nesta via legal, os militares foram conduzidos ao poder central. Portanto, não se tratou de um golpe, mas sim da busca para se dar continuidade ao comando central. Desta forma o memorável 31 de março de 1964, precisa ser lembrando como a destituição do governo de Jango, não foi golpe.

Este ano celebramos 55 anos deste memorável acontecimento, 31 de março (1964-2019). Vivemos um momento impar na nossa História: reconstrução de conceitos e de valores e, recontar este fato, sem os ditames esquerdistas e ideológicos, especialmente em sala de aula, seria o mínimo para se compreender este fato histórico em sua essência, fato este que sepultou o populismo e interrompeu a tentativa de se instaurar o comunismo no Brasil.

 


Publicado por: Douglas Varela Data: 08/04/2019 06:46

Fotos




Principais Notícias

Publicado em 15/07/2019 18:52 por Fabio José Dos Santos Galio

Dupla Capinzalense conquista a principal laçada do Rodeio em Chapecó

A dupla Capinzalense, formada pelos 02 melhores laçadores da atualidade na 16ª RT, sagrou -se campeã da principal [...]

Publicado em 15/07/2019 16:05 por Marlo Matielo

Governo Federal destina ônibus escolar para o município de Ouro

Os ministros da Educação, Abraham Weintraub, e da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, estiveram em Florianópolis nesta [...]

Publicado em 15/07/2019 08:16 por Marlo Matielo

ABSURDO - Vândalos quebraram vidraças da Escola Mater Dolorum a pedradas no fim de semana

A Escola de Educação Básica Mater Dolorum de Capinzal foi alvo de novos atos de vandalismo durante o fim de [...]

Outras notícias

Publicado em 15/07/2019 11:10

Transcatarina: não existe nada igual

Liberdade de Ideias Foram quatro dias de aventuras... Entre 10 e 13 de julho, [...]

Publicado em 15/07/2019 10:59

Veículo arrombado e bolsa furtada durante a madrugada de domingo no centro de Capinzal

Um veículo foi arrombado na madrugada deste domingo, dia 14, no centro de [...]

Publicado em 14/07/2019 20:53

Divulgado o gabarito provisório do Processo Seletivo da Prefeitura de Ouro

Foram aplicadas na manhã deste domingo, dia 14, na Escola Felisberto Vilarino [...]

Publicado em 14/07/2019 18:33

Mulher empurra Padre Marcelo Rossi de altar durante missa em Cachoeira Paulista

Uma mulher invadiu o altar e empurrou o padre Marcelo Rossi durante uma missa [...]

Publicado em 14/07/2019 08:00

“L'amore non ha distanza”

Não é de hoje que dissemos que a internet é uma ferramenta que torna nossa [...]

Publicado em 14/07/2019 05:35

CME Ouro define as datas da decisão do Campeonato Municipal de Bocha

A Comissão Municipal de Esportes (CME) de Ouro divulgou as datas da grande [...]