Jornal A Semana

Casal do município de Ouro localiza jornal publicado há mais de 90 anos no RS

  • Douglas Varela
  • 18/09/2021 08:45
76899672561448089460d91.19107806.jpg

Olésia e Udinei Moretti busca preservar e restaurar móveis e objetos antigos

Ocasal Olésia e Udinei Moretti da comunidade de Santa Bárbara, no interior do município de Ouro, tem focado os esforços na preservação e na restauração de móveis e objetos antigos. O objetivo é perpetuar o legado deixado pelos pais e pelos avós e, ao mesmo tempo, deixar registrado um pouco da história da família para as futuras gerações.

Descendente de italianos, o casal guarda com zelo no porão da residência localizada as margens da SC 150, um móvel com mais de 90 anos, uma banqueta que pertenceu aos avós, o serrote utilizado para serrar a madeira utilizada na casa onde residem até os dias de hoje, quadros sacros, além de outros objetos trazidos pelos primeiros colonizadores que chegaram à região, vindos da Serra Gaúcha.

O Jornal

Entre as relíquias guardadas pelo casal está um recorte de jornal datado de 20 de agosto de 1930, ou seja, impresso há mais de 90 anos.

As bem conservadas páginas do La Staffetta Riograndense, publicado na cidade de Garibaldi (RS), foram encontradas por acaso. Dona Olésia contou à reportagem do Jornal A Semana que o material estava guardado atrás de uma imagem do Anjo da Guarda. “Peguei o quadro com a imagem do Anjo da Guarda e ao retirar a gravura para fazer a restauração, encontrei essas páginas antigas do jornal” comentou.

O quadro, segundo ela, permaneceu fixado por muitos anos na parede da casa e, em razão, de estar desbotado, preferiu guardá-lo em um local protegido.

Mesmo amareladas pela ação do tempo, as páginas do jornal estão muito bem preservadas. Udinei ficou impressionado com o conteúdo da publicação. “Parte das notícias está escrita em língua portuguesa e a outra parte no dialeto italiano que ainda hoje é falado na nossa região” lembrou.

Além das notícias da época, as páginas do La Staffetta Riograndense traziam notificações judiciais, propagandas, tabela com preços dos produtos coloniais e uma reportagem sobre a história do Beato Don Giovanni Bosco (hoje São João Bosco).

O casal se mostrou surpreso e, ao mesmo tempo, feliz com o achado e, incentivado pelo filho, o Frei Renan Moretti, pretende dar continuidade ao projeto de preservar e restaurar objetos antigos que marcaram a história da família no município.

La Staffetta

La Staffetta Riograndense foi uma das primeiras denominações do atual Jornal Correio Riograndense.

O Correio Riograndense é um jornal digital brasileiro editado na cidade de Caxias do Sul pela Associação Literária São Boaventura de posse da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos. O jornal, que possuía circulação semanal em todo o território nacional, tem uma linha editorial voltada para a agricultura familiar, religião, comportamento, meio ambiente, com linha clara em defesa da vida, como propósito dos proprietários. O jornal é um dos mais antigos do Brasil.

Foi fundado em 13 de fevereiro de 1909 pelo padre Carmine Fasulo sob o nome La Libertá, publicado em língua italiana. Pouco tempo depois, foi adquirido pelo paróco de Garibaldi, cidade para onde o jornal foi transferido com o nome de Il Colono Italiano. Em 1917 foi adquirido pelo frei Bruno de Gillonnay, que lhe deu o nome de La Staffetta Riograndense – settimanale catolico de la colonia.

A partir de 1941 houve a proibição de jornais em língua estrangeira, o que obrigou a publicação a ser então nomeada de Correio Riograndense, passando a ser publicado em língua portuguesa. Em 1952, voltou a ser editado em Caxias do Sul. A versão online surgiu em 2 de setembro de 2015. (Texto extraído da Wikipédia).



 

Enquete