No ar

Jardel Martinazzo

Tarde Total

13:30 - 14:59 com Jardel Martinazzo

Ouça ao vivo Ouça ao vivo

APRENDER A APRENDER – PARTE I

APRENDER A APRENDER – PARTE I

Somos seres pensantes e como tal portamos os mais refinados mecanismos e instrumentos para a construção do conhecimento. Muito mais do que um conjunto de premissas, a conclusão baseada na reflexão seria, tal como uma casa muito bem assentada sobre um terreno firme, o resultado de um intenso trabalho maquinal realizado por milhares e milhares de neurônios, os quais, ligados em série, transmitem um pulso energético a viajar incessantemente e que, ao final da jornada, entregam uma nova ideia recém saída do forno.

Pensar agrega ao ser humano uma série de vantagens evolutivas em relação a outras espécies; contudo, trás junto de si a responsabilidade da aplicabilidade em prol de algo maior. Esse algo maior poderia ser traduzido na melhoria de uma sociedade, na reconstrução de hábitos e na superação de antigos entraves. Pensar faz do ser humano o grande idealizador de uma nova realidade, melhorada, a ser iniciada a cada amanhecer, possibilitando que o poder de escolha e de decisão sejam os norteadores de um percurso sem rumo definido, em cujo fim se encontra o futuro.

Considerando tamanha dádiva representada pela capacidade de pensar e aprender, somos mais do que devedores ao nosso Deus quanto ao dever de crescermos nesse dom recebido. Exercitar nosso cérebro já não é mais a mínima recomendação estendida pelos especialistas para evitar a Doença de Alzheimer, mas a chave para a felicidade, ao passo que nos agrega a independência de poder discutir baseados na própria mentalidade, a possibilidade de questionar a realidade de maneira a não aceitá-la passivamente como a vemos retratada nas diversas telas que minam nosso cotidiano e, por fim, nos permite analisar criticamente cada ato, evitando os impulsos materializadores do arrependimento.

Caro leitor, tão feliz quanto poder admitir que temos um universo dentro de cada cabeça é saber que contamos com centros de disseminação de conhecimento já construído e semeadores de novas ideias – as universidades. E a cada semestre mais e mais cidadãos passam a preencher seus bancos e carteiras, ávidos por aprender, movidos por uma sede coletiva voltada à enxurrada de conhecimento que lava a alma de todo mal olhado representado pela ignorância. O grande desafio nessa parte da história é aprender a aprender... Confuso? Explico: adquirir conhecimento e processá-lo, de maneira tal que consiga ser reproduzido em larga escala, demanda a fixação efetiva de uma série de informações que façam sentido para um determinado fim. De maneira alguma é possível aprender uma nova informação sem preparar uma gaveta no armário de ideias para armazená-la; da mesma forma, reabrir a gaveta – retomar o conhecimento – é indispensável para que não nos esqueçamos dele.

Uma das maiores dificuldades encontradas por mim ao ingressar na faculdade foi exatamente esse: aprender a aprender. Naturalmente, somos fruto de uma geração multicolorida - basta abrir um estojo de um estudante do ensino médio para confirmar quantos tons de rosa se tornaram necessários para que um trabalho de língua portuguesa pudesse ser redigido nos dias de hoje. Resumos, mapas mentais, vídeo-aulas, grupos de estudo... Quais as melhores alternativas para dar conta de cargas e cargas de conteúdo, listas infinitas de trabalhos e dezenas de capítulos de livros enquanto acadêmicos universitários? E mais: noites em claro estão indubitavelmente atreladas à conquista do diploma? Certamente, não. Nosso corpo é uma máquina perfeita, portanto, o equilíbrio lhe faz bem, o meio termo que acata o dever, mas que também não nega o prazer de uma folga na rotina... Vamos dar fim às olheiras e mal humor pré-prova? Com canetas brilhantes ou não, discutiremos a partir de agora algumas alternativas para dar conta do encargo universitário. Até a próxima crônica!

 


Publicado por: Douglas Varela Data: 29/05/2020 16:44



Principais Notícias

Publicado em 13/07/2020 08:33 por Fabio José Dos Santos Galio

Grupo Netos do Velho promoveu live solidária em prol da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Capinzal

Foi realizada no sábado (11), uma Live do conjunto Netos do Velho, que também foi beneficente em prol a Rede Feminina [...]

Publicado em 13/07/2020 07:38 por Jardel Martinazzo

PM apreende moto barulhenta conduzida por adolescente em Capinzal

Por volta das 16h de domingo (12) a Polícia Militar em rondas pela Avenida José Leonardo dos Santos, Vila Sete de [...]

Publicado em 12/07/2020 09:48 por Jorge Soldi

PM registra ocorrência de violência doméstica, perturbação e disparos de arma de fogo

A Polícia Militar registrou por volta das 11h45min de sábado (11), ocorrência de  violência doméstica no bairro [...]

Outras notícias

Publicado em 13/07/2020 08:13

Estatuto da Criança e do Adolescente completa 30 anos

No Brasil de 1990, uma em cada cinco crianças e adolescentes estava fora da [...]

Publicado em 11/07/2020 11:24

Homenagem póstuma a Silvino Savariz

Foi sepultado na tarde da última sexta-feira, dia 03, no Cemitério Municipal [...]

Publicado em 11/07/2020 11:18

ESPECIALIDADE EM DENTÍSTICA RESTAURADORA E ESTÉTICA

Reconhecida como especialidade na década de 70, a principal característica [...]

Publicado em 11/07/2020 11:00

PM registra tentativa de roubo no Banco do Brasil em Abdon Batista

Polícia Militar de Abdon Batista, registrou uma tentativa de roubo na agência [...]

Publicado em 11/07/2020 10:32

LEMBRANÇAS DE VELHOS!

Estamos vivendo o tempo de reflexão, onde valores da existência estão sendo [...]

Publicado em 11/07/2020 10:18

TEM UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO? ESCREVA SOBRE ELE

Zélia Maria BonamigoJornalista e Antropólogazeliabonamigo@uol.com.br Não é [...]