No ar

Marlo Matielo

Canal Aberto

07:30 - 08:59 com Marlo Matielo

Ouça ao vivo Ouça ao vivo

MÃOS EM PRECE – PARTE I

MÃOS EM PRECE – PARTE I

Vivenciar a medicina é muito mais do que elaborar diagnósticos, pensar nas prováveis causas de determinada patologia e programar a propedêutica com base nos riscos e benefícios das fórmulas medicamentosas disponíveis no mercado. Antes de ingressar na faculdade, já me vinham à mente alguns insights a respeito da responsabilidade e da exigência atreladas ao cuidado com a vida do outro, de maneira tal que um desconhecido subitamente viraria aquela pessoa que você passaria a visitar todos os dias em um quarto de hospital, buscando saber como passara aquela noite, quanto de urina fora eliminada, se a febre já havia baixado e o apetite retornado. Mas, o que eu realmente não sabia, era quão grande seria o peso emocional que aquele paciente acrescentaria no coração do médico que lhe assistia: quantas noites mal dormidas o homem de jaleco passaria em busca de uma solução para o caso; todas as prescrições que ele rasgaria antes de elaborar uma individualizada para o estado do paciente em questão; quantas reclamações ele ouviria pelos corredores vindas dos familiares, ao dizerem que todo o seu empenho não estava sendo suficiente, quando, na verdade, nada mais poderia ser feito naquele momento. E, principalmente, não fazia a menor ideia de que toda essa cobrança emocional incidiria já sobre a figura do acadêmico de Medicina.

Desde os primórdios do curso – uma época em que estar frente a frente do paciente causava insegurança em todos nós! -, recebemos a orientação de que estar a serviço da saúde comunitária não é uma opção para ganhar a vida, mas uma escolha a ser aceita diariamente, independente da data festiva que se aproxima, de doença na família ou de desastre natural. Somos ensinados a pensar como o corpo humano funciona em consonância a uma mente muito bem estruturada, de maneira a lê-los em conjunto, como a capa e o conteúdo de um livro a serem desvendados; muitas vezes sem pista alguma, nos é exigido um raciocínio preciso e capaz de alinhar diversas patologias sobrepostas que culminaram no quadro clínico do paciente, isso em questão de pouco tempo, haja vista que cada segundo a mais de espera poderá custar um segundo a menos de vida para aquele ser humano. Sobretudo, passamos a conviver com a morte, o fim de uma história tão bela e que rendeu tantos frutos, mas que infelizmente não sobreviveu à moléstia sanguinária que tira sem rodeios o sopro de vida, outrora pertencente a uma alma na Terra... E quanta tristeza! Médico também chora, sabia?!?

Talvez não, porque para isso ele não procura plateia, nem o colega de profissão, muito menos o acadêmico que esteve junto com ele passando visita ao longo de todos os meses da internação. Ele procura Deus, sabendo que a fé permitirá que sua energia subsista em prol dos demais pacientes que ainda estão vivos, à espera de suas orientações. Ademais, sabe que foi essa força superior que guiou suas mãos e seu cérebro para que conduzisse o caso da melhor maneira possível, não necessariamente com a finalidade de salvar uma vida – sabendo que isso nem sempre é possível, infelizmente -, mas sim, com o objetivo de aliviar o sofrimento dele e de sua família, para que seus últimos momentos aqui na Terra possam ser relembrados com alegria por toda a eternidade.

Fé e Medicina, uma combinação única e que sustenta toda uma caminhada de provações, perdas, arrependimentos, mas também de muitas alegrias, satisfações e plenitude. Inicio agora uma série de crônicas para dar espaço a esse assunto; que possamos estar juntos pelas próximas semanas, com muita saúde e mãos em prece. Até a próxima!

 

 


Publicado por: Douglas Varela Data: 15/08/2020 10:31



Principais Notícias

Publicado em 29/09/2020 06:28 por Marlo Matielo

Comissão técnica e atletas da AD AGN/Sulcredi Capinzal se reapresentam nesta quarta-feira

É oficial! Atletas e comissão técnica da Associação Desportiva AGN (AD AGN/Sulcredi Capinzal) se reapresentam [...]

Publicado em 28/09/2020 07:33 por Jardel Martinazzo

Polícia Militar registrou cinco ocorrências durante o domingo

Teve perturbação do sossego alheio, ameaça, lesão corporal, apreensão de moto e acidente de trânsito.  A [...]

Publicado em 27/09/2020 20:15 por Jorge Soldi

Colisão entre carro e motocicleta é registrada no Loteamento Parizotto

Uma colisão entre um carro e uma motocicleta deixou um homem ferido no Loteamento Parizotto, em Capinzal. A [...]

Outras notícias

Publicado em 28/09/2020 06:59

Dois candidatos disputarão a prefeitura de Campos Novos

A disputa pela prefeitura de Campos Novos será entre o atual prefeito Silvio [...]

Publicado em 26/09/2020 10:04

IMPRESSORAS 3D E O MUNDO SEM ESTOQUE?

A impressora 3d é uma tecnologia inovadora, mas não é nova ela foi inventada [...]

Publicado em 26/09/2020 10:01

PRIMAVERA... SUAS FLORES E SUAS DORES!

A primavera chegou, a estação mais alegre do ano e também mais colorida, [...]

Publicado em 26/09/2020 09:46

Fórum de Justiça de Capinzal retoma atendimento presencial

Por Marlo Matielo O atendimento presencial foi retomado nesta quarta-feira, [...]

Publicado em 26/09/2020 09:24

Prazo para o registro de candidaturas termina neste sábado

Termina neste sábado, dia 26, o prazo para que os partidos políticos e/ou [...]

Publicado em 26/09/2020 09:21

FORTALECENDO A DEMOCRACIA

Continuando a fazer um resgate dos bons tempos vividos em Capinzal (SC), minha [...]